Pesquisar este blog

Carregando...

Conversa fiada


Como lidar com o "nada"?



Existem coisas na fase da Terra que realmente não consigo entender, principalmente quando está ligada ao comportamento masculino. É fato que há alguns homens que não são muito admiradores de estarem presos em um relacionamento sério, com toda aquela papagaiada de se falar ao telefone com regularidade, ter os encontros esperados da semana e, sobretudo, obter a famosa “exclusividade” do parceiro e mais blá, blá, blá... Agora gente ajuda!!!! O que se faz com uma pessoa que quer tudo o que foi citado anteriormente com alguém, mas simplesmente não consegue usar a terminologia correta para definir a situação: NAMORO?

A única justificativa cabível ou menos neurótica, seria a do medo de compromisso! Assim como nós, mulheres desequilibradas, passamos por alguns relacionamentos que nos fizeram sofrer e tivemos receio de passar por tudo novamente, acredito que os homens por mais incrível que pareça, possam ter esse mesmo medo. Na ingenuidade deles, não ter “nada” oficialmente é um mecanismo de defesa para não sair depois ferido da relação. Uma coisa é fato: quando encontram alguém por quem sejam verdadeiramente apaixonados, repito apaixonados, creio que qualquer justificativa seja colocada em segundo plano.  Portanto, se não assumiu a relação, provavelmente é porque o sentimento não é suficiente para poder mudar seus planos.

A hora de encerrar um amor, ou um quase amor, é uma hora sagrada. Sinceridade sempre e completa. Sem perder ternuras. Mas com firmeza. Tomar um não faz parte. Eu tomei, você tomou, nós tomaremos. Dentro dos maiores clichês estão as supremas verdades. Gostar de alguém e não estar pronto pra esse alguém, isso faz parte. Tomar a atitude de dizer adeus e não olhar para trás que é difícil...

Frase da semana



"Uma garota sabia beija, mas não ama, escuta mais não acredita e parte antes de ser abandonada... "
 Marilyn Monroe

Renovação



Na vida acabamos sempre passando por muitas coisas, algumas boas  outras nem tanto, que com certeza foram importantes para designar os caminhos que percorremos até agora. Esses dias parei para pensar sobre isso, acabei me perguntando quais eram as lembranças e marcas que carregava comigo. Tive muitas vitórias e uma quantidade infinita de erros,  percebi  que não vangloriava minhas conquistas só me concentrava nas derrotas, no que fiz e o que deixei de fazer, as pessoas em quem confiei e me decepcionei.

Sempre tive dificuldade em perdoar, porque sempre acreditei que perdoar é a mesma coisa que esquecer. Depois de tanto tempo, começo a perceber que não é bem assim, não é esquecer para sempre tudo aquilo que nos feriu, isso nunca vai conseguir apagar as lembranças ruins, meu desapontamento ou a traição vivida. Considerava que ao alimentar o rancor e o ódio dentro de mim, estava agredindo ao outro quando na realidade estava me privando de sentimentos positivos e construtivos para minha vida. Assim, comecei a perceber que precisava lidar com os meus fantasmas, repensar novamente no que aconteceu e começar uma nova página.

Dessa forma, te perdôo por tudo que aconteceu e sei que estava tentando fazer o seu melhor, não mais o culpo pelas conseqüências das minhas atitudes, as escolhas foram minhas e não fui obrigada a nada. Perdoou a mim mesma por ter um dia amado demais e ter vivido esse momento da melhor maneira que foi possível...

Agora quero seguir em frente, porque o meu passado a partir de hoje ficou para trás...

Quem ama cuida...


Loucura feminina ou masculina?







- Mas eu te amo! O que eu preciso fazer pra você entender?
- Isso é ridículo! Sei lá, a gente mal se conhece.
- Duvído que o Romeu conhecesse a Julieta lá muito bem, e ainda assim ele a amava!
- Do que você tá falando?
- Romeu e Julieta, a história…
- Você é maluco! Você agora tá se achando o Romeu?
- Ah, você entendeu! Por que você ridiculariza tanto o que eu sinto?
- Cai na real, isso não é amor.
- Como você pode saber que não? Você sabe o que é amor?
- Não sei, e quem sabe? Mas isso não é!
- O que você tá falando sequer faz sentido… você é louca!
- Você é um estúpido! Diz que me ama e me chama de louca, você é que não faz sentido!
- Se eu fosse um Vinícius de Moraes você acreditava no que eu to te falando… Ou se fosse um desses galãs de novela.
- Você tem um sério problema de identidade, você quer ser o Romeu, o Vinícius, um galã de novela…
- Mas responda, seriamente, você acreditaria, não é?
- Essa é uma pergunta idiota, mas respondo… é claro! Como vou comparar o Vinícius de Moraes com você?
- Ele era um babaca, só que é um babaca morto! Aposto que em vida ele levou muito fora também. Depois que morre todo mundo dá valor!
- Então morre pra ver se eu acredito! Por Deus! Eu não sei onde você quer chegar!
- Eu devia mesmo! Me matar com uma gilete pra você saber o quanto eu sofri!
- Não dá pra se matar com uma gilete, animal!
- A morte é minha, eu morro como eu quiser!
- É humanamente impossível!
- Mas esse não é o ponto! Você não presta atenção!
- E qual é o ponto?
- Você é a única pra mim.
- Até aparecer um rabo de saia qualquer.
- Olha, eu vou embora. Não falo mais nisso, você nem vai me ver mais!
- É a vigésima vez que você me diz isso essa semana, você sempre volta com esse assunto.
- Então, pelo menos, me explique, por que vc quer se afastar de mim?
- Ah! Eu quero emoção! Eu quero alguém que me ame!
- Mas não é isso que eu tô te dizendo?? Eu te amo!! Por que você não acredita?
- Ah, não sei! Se fosse mesmo amor, a vida me daria um sinal, talvez o amor tenha cheiro de chocolate! Não senti cheiro nenhum com você…
- Desisto!
- Onde vai?
- Comprar gilette. 

Vicente Reis

Será amor???

As redes sociais



Fico imaginando como a vida era difícil na época dos nossos pais. Você conhecia alguém e não tinha formas de pesquisar um pouco mais da vida da pessoa, para ver se a boa impressão adquirida no primeiro encontro perduraria ou não. Hoje em dia, as redes sociais facilitaram imensamente nossas vidas, tanto para conhecer alguém novo, como para dar aquela checada básica nas informações de um pretendente.

As redes sociais trouxeram dois grandes benefícios para a humanidade, pelo menos para a porcentagem insana dela, e não estou me referindo aqueles joguinhos bobos para quem não tem o que fazer na frente do computador e os utiliza para matar o tempo. Me reviro aos poderes quase que divinos que elas nos concedem o primeiro, a capacidade de estar em todos os lugares ao mesmo tempo e o segundo, é saber tudo infinitamente incluindo pensamentos, sentimentos, passado, presente e futuro... E a cor da cueca do individuo em tempo real!!!

O Facebook é o maior aliado para pesquisa de perfis alheios, a melhor parte é que ninguém vai saber que você passou o domingo inteiro fuçando por lá, chegando a quilômetros de distância do marco inicial! Porque até certo ponto a pesquisa é saudável. É justa, é digna. Mas a fronteira entre a dignidade e o excesso de informação é meio nebulosa (pode acreditar desconheço completamente essa delimitação!!!). Quando você se dá conta, já está a quilômetros de distância da tal fronteira, mais precisamente na página da melhor amiga da garota que você suspeita que o tal "alguém" esteja pegando porque leu alguma publicação que acabou julgando suspeita. Mulher adora fazer essas coisas! Quando não estamos projetando o futuro, estamos analisando o passado, ou melhor, o que os seus antigos “namorados” andam fazendo da vida e com quem!

Para os exs inconformados elas acabam servindo como instrumento de tortura, segundo a psicóloga Lidia Weber da Universidade Federal do Paraná, o término de um relacionamento equivale a uma pequena tragédia, cujos efeitos no cérebro podem ser comparados à abstinência de drogas. “Ceder ao impulso de espiar a vida do ex prolonga esse sofrimento.” Sem falar que acaba alimentando a eterna esperança de um retorno quando na realidade não existe tal possibilidade. 

A vida de uma mulher ciumenta


Estranho... me identifiquei tanto com essa tirinha!!!!

Uma verdadeira história de amor



Lindo demais!!!!!!

Amarrados



No último sábado à noite recebi uma notícia alarmante através do MSN, a primeira do ano e nem me prepararam psicologicamente para isso foi dada de supetão, logo após ter perguntado “como está fulano de tal?”, recebi a seguinte resposta: “não está sabendo? Ele casou” (silêncio mortal)... Fiquei em choque! Não conseguia entender como um cara daquele poderia estar vivendo um relacionamento sério com alguém, menos ainda estar amarrado por um casamento, uma pessoa tão livre! Nesses últimos tempos foi minha segunda surpresa, já que a primeira aconteceu quando vi umas fotos no Facebook de um mocinho que fiquei na época da faculdade, exatamente com o mesmo perfil do citado anteriormente, trocando alianças. O fato é que não sou uma daquelas exs que já citei em postagens anteriores, iniciando pelo fato que nem ocupava o cargo de namorada, tudo não passava apenas de um desses rolinhos da vida, depois disso fiquei pensando e definitivamente é o que faço melhor! Percebi que todos estão casando!!! E me senti meio que ficando para trás, fala sério, não estou me referindo à inveja, é algo maior um sentimento de perda, para ser mais especifica ainda, finalização de possibilidades. Putz! Não é que quero estar com os benditos, já vou logo me explicando antes que haja esse tipo de interpretação, só que esses acontecimentos somente me mostram que estou ficando sozinha. Alguém já sentiu algo parecido ao receber uma informação dessas?

Sei lá, só sei que está todo mundo casando ou pelo menos fazem planos para tal, a última cerimônia aconteceu em dezembro. Já é difícil quando os amigos casam (admitam!), porque infelizmente a amizade vai mudar, afinal já não existem mais as mesmas afinidades e objetivos em comum que aproximava tanto os amigos, não estou dizendo que será o fim do laço de afeição, somente que sofrerá muitas mudanças para que continue existindo. Convenhamos enfrentá-los solteira é pior ainda de suportar, deixo claro que fico contente com a felicidade do casal, mas poxa! Tenho que ser sincera com o que estou sentindo também...

Mas o que eu quero dizer é por que raios existe alguma regra que diz que devemos casar, ter filhos e dedicar nossas vidas a isso?! O que meus vizinhos e os fofoqueiros de plantão, quando eu estiver velha, irão pensar? Aposto que “Ahh coitada, ela é sozinha?...”

Seguir


"O Universo te dará exatamente aquilo que acredita merecer..."

Resoluções de ano novo

Olha eu aqui...



O ano terminou e para muita gente é hora de refletir. Pensar sobre os planos concluídos e os deixados pelo caminho, sobre os amores vividos e os sonhados, sobre as conquistas que renderam troféu e as derrotas que… Pensando bem, essa parte é melhor ignorar.
Ano novo, vida nova e blá, blá, blá. E as promessas começam... No meu caso prefiro aguardar por algumas coisinhas  aconteçam em 2012... rsrs
10 – A invenção de uma poção de emagrecimento instantâneo. Sem sacrifícios, sem me privar de comer o que gosto. Simples assim.
9 – Um repelente a prova de homem tosco. Que espante qualquer tosco que insiste em me perseguir e que o efeito dure 24h/dia.
8 – Um cartão de créditos sem limite e em débito automático na conta do meu ex-babaca.
7 – Dispor de uma “amizade colorida” para os momentos de necessidade...
6 – Um detector de mentiras e chip de busca para instalar no meu namorado ou qualquer coisa do gênero. Vai ficar muito mais fácil de saber quando está mentindo e por onde anda.
5 – Exterminador de ex… sejam meus ou dele.
4 – Vale-Férias para todos os meus períodos de TPM, stress, tristeza, etc.… Com direito a massagem e sexo oral.
3 – Conhecer e casar com o Vin Diesel!!!!
2 – Comprar Um robô manicure, pedicure, cabeleireiro, maquiador que caiba no meu guarda-roupa e só precise ser carregado na tomada.
1 – Sapatos, sapatos, sapatos…
PS: É verdade meus amores que abandonei o blog por meses... Sei que estão morrendo de saudades, mas podem ficar aliviados que voltei com tudo!!!
 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti