Pesquisar este blog

Carregando...

Escolhas que toda mulher pode fazer...


1. Permitir-se ser mulher, com direito a tudo que a feminilidade lhe garante: demonstrar suas fragilidades, expor seus sentimentos, cuidar de quem ama e permitir ser cuidada.

2. Olhar para si mesma, diante do espelho, cuidadosamente, até descobrir o que tem de mais interessante em seu corpo. Ex.: boca, sorriso, olhar, coxas, mãos, jeito de falar, etc. A partir de então, aprender a usar isso a seu favor, sempre de modo construtivo e criativo.

3. De vez em quando, transformar um dia sacal num dia especial, fazendo algo de que gosta muito sem pensar demais no tempo ou no custo, ainda que seja importante não ultrapassar demais os limites impostos por sua realidade. Enfim, é o seu dia, simplesmente porque você merece!

4. Acreditar num grande amor e, por conseguinte, disponibilizar-se inteiramente para vivê-lo, sem tantas ressalvas, sem tantos medos. E, de preferência, entender que é bem melhor e mais prazeroso viver isso com alguém que também esteja disponível.

5. Acariciar-se – literalmente – por inteira, com um creme de sua preferência. Tocar cada parte de seu corpo, inclusive o rosto e os pés, como se estivesse acolhendo toda a sua alma. E, ao terminar, olhar-se no espelho. Seu brilho estará renovado!

6. Alimentar suas fantasias sexuais sem culpa. Claro que não é preciso realizar todas, mas o simples fato de se autorizar a fantasiar já é o suficiente para descobrir sua sensualidade e vivê-la mais plenamente.

7. Ser mãe, mesmo que não seja de um filho gerado em seu próprio ventre. Talvez, nem seja preciso ter uma criança em casa. Basta exercer seu instinto materno com sobrinhos, crianças carentes ou algum pequenino por quem seu coração tenha maior afeição. Ou seja, cuidar de alguém que precise de você, com dedicação especial.

8. Tomar atitudes produtivas para modificar aquilo que desejar. Seja perder peso, conseguir uma promoção, mudar de área profissional, reconquistar um amor ou recomeçar o casamento. Enfim, arriscar em nome de seu próprio coração.

9. Fazer terapia ou qualquer trabalho de autoconhecimento. Refletir sobre si mesma para conseguir redimensionar seus sentimentos e se aproximar mais de sua realidade pessoal. Sentir-se em franco processo de auto-descoberta porque esta é uma oportunidade incrível de reconhecer seu potencial e viabilizar seus planos.

10. Tentar, sempre! Quantas vezes forem necessárias; e não desistir até que se sinta feliz com a vida que tem vivido. Proponha uma conversa, uma viagem, faça um curso, leia um livro, escreva uma poesia, cante alto, realize qualquer coisa, mas realize! Encontre-se no âmago de si mesma e descubra-se feliz… porque ser você tem que valer a pena!

Como dormir de conchinha?

Os homens odeiam, mas as mulheres amam!!!

Seja um idiota!


A idiotice é vital para a felicidade.
Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz!
A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado?
Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota!
Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele. Milhares de momentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? hahahahahahahahaha!…
Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.
Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas… a realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida – e esse é o único “não” realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.
Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir… Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!
Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho
gostoso agora? “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios”.
 “Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche”.

Arnaldo Jabor

Presentes de natal

Os natais da minha infância...

Bom, não sei vocês, mas tenho a sensação de que os natais da minha infância eram muito mais legais e divertidos, primeiramente, as ruas ficavam decoradas com as luzinhas coloridas, tudo ficava enfeitado, tenho a impressão que antes o Natal chegava bem mais cedo porque agora só aparece na véspera mesmo. Nesse mês de dezembro nem parecia que estava chegando à data, trabalhei até o dia 23, me diz quem vai conseguir pensar em celebração alguma quando não se teve tempo nem para pensar? 

Lembro-me que quando era criança existia uma beleza que não conseguia explicar, mesmo tendo tido uma infância de privações, era um momento muito esperado pra mim, era o dia de usar vestido novo comprado por alguma tia, de comer macarronada com frango e tomar guaraná, tendo como sobremesa gelatina de cereja... A família inteira reunida (sempre passávamos a ceia com a família da minha mãe na casa dos meus avôs), brincadeira com os primos, muita risada e animação. O Papai Noel nunca passava pra trazer presente, mas quem precisa de algo quando se já tinha tudo? Era verdadeiramente uma noite feliz...

Agora os Natais já não têm mais o mesmo brilho ou a mesma magia, quando se é criança não dá para comparar tudo é grandioso, talvez seja pela falta de responsabilidades que tínhamos a nossa obrigação era só aproveitar os momentos e brincar, não tinha que sair para comprar nada e menos ainda preparar a ceia. Muitas vezes acho que perdi algo pelo caminho que não consigo achar, como se faltasse alguma coisa que também não sei o que é. Quem sabe no ano que vem seja diferente...

Desejo a todos um feliz natal!

Traição feminina



O assunto que escrevo hoje é algo que me intriga desde as minhas primeiras relações. A traição feminina, no início quando comecei a conhecer as mulheres tinha uma opinião formada a respeito da traição, "quando realmente um cara sabe mexer com as emoções de uma mulher ela se mantém fiel. Se tomou galho, foi porque falhou em algo". Confesso que hoje já não tenho tanta certeza sobre  isso. Afinal existe uma emoção que dificilmente um relacionamento longo consegue manter: a "sensação do novo e diferente". Isto faz parte do ser humano. Não tem jeito, pra comer muita mulher comprometida, tem de saber lidar com isso. Às vezes o namoro anda muito bem. De repente aparece uma pessoa diferente, atraente que faz a garota se divertir. Aparecem coisas em comum. Mesmo que o namoro esteja nas nuvens, não tem como tirar as sensações maravilhosas que existem ao conhecer uma pessoa nova. Não tem. E aí entra um mecanismo psicológico: a racionalização. Para se manter congruente com os sentimentos novos existentes, a garota passa a focar nos defeitos do namorado. Todo mundo tem defeitos, o novo cara tem defeitos, ela tem defeitos, todo mundo. Todo mundo tem qualidades, o novo cara tem tantas qualidades quanto o namorado. Porém ela passa a focar somente os defeitos do namorado. Isso a mantém não se sentindo culpada pela paixão que está acontecendo dentro dela. Nesse caso a culpa é do namorado? Ele é cheio de defeitos? Ou a culpa é da natureza humana?Ainda padeço com tal dúvida. Existem dois tipos de mulheres que traem: as traidoras habituais e as ocasionais. As traidoras habituais são mais ou menos 10% das traidoras. Gostam de dar para vários caras. Precisam ficar com muitos, faz parte da personalidade delas. Mantém um namorado, transam com vários e ainda tem certeza da impunidade. E na maioria das vezes não sentem remorso nenhum. Algumas até acham bom trair, dizem que faz bem para o relacionamento, não caí na mesmice (juro que já ouvi isso). É muito azar cair nas mãos de uma mulher dessas, especialmente pelo risco de DST. A traição é pura e simplesmente pelo sexo. Já as traidoras ocasionais: essas não planejam trair, nem gostam disso. É daquele tipo de traição que “simplesmente aconteceu”. A atração aparece, os sentimentos ficam intensos e apesar do racional dizer: pare! As coisas acabam acontecendo num momento propício (por isso o isolamento é tão importante na sedução). A consciência pesa, mas não consegue segurar o que sente. Uma hora a ficha caí: ou ela pára com a traição e tudo volta ao normal ( o namorado não saberá de nada), ou ela troca de namorado, ou melhor cria um triangulo amoroso, onde ela tem sentimento pelos dois e prefere continuar assim até ser descoberta pelo titular. Alguns triângulos amorosos duram meses e até anos. Um dado importante que pesquisei em algum livro é que o processo de atração libera várias substâncias na corrente sanguínea e nas sinapses cerebrais. Como  a adrenalina, serotonina e endorfinas. Estas substâncias causam sensações de euforia, bem-estar, relaxamento, excitação e etc. Ou seja, ótimas sensações. Por isso que quando nos apaixonamos queremos estar a todo custo com a pessoa. Ela nos faz bem, ou melhor, as substâncias do nosso cérebro que aparecem quando estamos com a pessoa ou pensamos nela nos faz bem. Li estudos que demonstraram que quando está rolando está química toda, diminui o fluxo sanguíneo no córtex frontal e pré-frontal, ou seja, a parte racional do cérebro é meio que “desligada”. Aí fica tudo bem claro: você junta boas sensações com a parte racional do cérebro em “off” e a traição ocorre. Isso explica o porquê do ser humano fazer tantas bobagens na área sexual e sentimental. Mas tudo ocorre por uma boa causa: reproduzir a espécie e manter uma boa variação de mistura genética. A natureza programou isso. Baseado em tudo que citei agora penso na opinião que tinha há alguns anos atrás, a de que o homem só leva chifre se falhar. E concluo que todos os homens querem acreditar nisso e não estamos errados em pensar assim apesar de muito provavelmente estarmos errados é uma boa justificativa, se não pensarmos assim nunca entraríamos em relacionamentos por medo de ser chifrados. É como a morte, não dá para deixar de viver só pelo medo dela acontecer.

Por Cafajeste Sedentário

Coisas que só aprende casando...

Motivação

Quem nunca saiu do cinema com uma frase fixa na memória após ter visto um filme??? Recebi a dica desse vídeo do Rafael Góis, meu consultor particular sobre cinema que diga-se de passagem, entende muito do assunto como já devem ter percebido pelos seus "pequenos" comentários em algumas postagens... rsrs.

Aproveitando que estamos às vesperas de um novo ano, prestes para começar um novo período em nossas vidas. É o momento oportuno para refletir e mudar, voltar ao ponto de partida e ter a coragem de começar de novo, tendo a certeza que o amanhã será melhor que hoje. Ter em mente que as grandes mudanças começam com pequenos gestos porque a caminhada de muitos quilômetros começa com um pequeno passo... É a oportunidade de colocar um ponto final, um basta. Temos que ter a audácia para agir assim durante a nossa existência, deixar-se morrer. Morrer como uma lagarta que já aprendeu tudo sobre aquela forma e então fecha-se em uma casinha apertadinha para ter um novo aprendizado. 

O aprendizado é a base de todo conhecimento que adquirimos ao longo da nossa história, a fonte da nossa motivação, da auto-estima e do otimismo frente as adversidades encontradas pelo caminho. Podemos ter 3 tipos de vida: esperando acontecer, fazendo com que aconteça ou perguntando aos outros o que aconteceu... Qual delas quer para você?

Adoráveis mulheres parte II

Snais de que estamos com o cara errado


A mais dura verdade é que quando estamos muito envolvidas em uma relação, não conseguimos perceber alguns fatos vindos da outra parte envolvida e acabamos esperando mais do que realmente pode acontecer desse envolvimento... Não conseguimos ver os sinais de que, definitivamente estamos com o homem errado, conheça algumas situações que podem ajudar a analisar melhor onde estamos amarrando nosso jegue.

1. Não assume o relacionamento
Se diante dos amigos ou da família ele te apresenta como uma amiga ou como “algo mais”, é porque você está frente a um homem que não leva um relacionamento muito a sério. Certamente, ele evitará ter que classificá-la com algum nome do tipo “namorada” e você passará como mais uma na lista dele. Se este é o seu caso, é melhor que você coloque “pingos nos is” o quanto antes e faça com que ele deixe bem claro o que você significa para ele.

  2. Prefere os amigos
Uma tarde com os amigos é mais importante do que passar um momento a dois com você? Um homem que não dá espaço para o casal e que sempre se encontra com você ao lado do “melhor amigo” ou então só marca programas como uma tarde de chopp ou assistir a jogos com ele é porque não quer assumir a relação e prefere te ver como mais uma amizade colorida. Todo homem e toda mulher precisa ter espaço pros amigos, mas dai não ter espaço para você já é outro assunto!

3. Não te dá espaço na casa dele
Não significa que ele tenha que te dar a oportunidade de mudar cada coisa no cantinho de solteiro dele. Mas, se já passaram semanas que ele disse que você poderia mudar as roupas de cama e não faz questão alguma de ter sua bebida favorita na geladeira é porque não está tão disposto a compartilhar seu espaço “sagrado” com ninguém, a não ser com seus amigos.

4. A palavra “nosso” não está no vocabulário dele
Se vocês são convidados e ele decide ir com você em momento algum ele quer que vocês dividam o presente e também não quer que o convite seja escrito com o nome dos dois. Isso, porque na verdade, ele não quer que o comprometam demais com você. Se você já viveu esta situação é melhor que pergunte o nível de seriedade do relacionamento que possuem.

5. Ele se gaba por viver sozinho
Alguns homens adoram ter seu próprio espaço para poderem descansar. Entretanto, se o seu parceiro, acima de tudo faz questão de enfatizar que é melhor viver sozinho e que não sabe se poderia dividir sua casa com outra pessoa, ou ainda nem sequer se aventurou a compartilhar mais de uma noite sob o mesmo teto com você, é porque indiretamente ele quer deixar claro que, até aquele momento, você não faz parte dos planos dele.

6. Aplaude os divorciados
Você se entristece cada vez que sabe que um casal de amigos se divorciou, mas ele não tem nada melhor a dizer a não ser “Enfim ele ficou livre”. Sem dúvida, ele não tem um conceito muito bom de casamento e, na verdade, “amarrar-se” não está nos planos dele. Pode ser que seja por simples medo, mas também, pode ser que ele acredite que ainda tem muito para viver e para aproveitar antes de ter um relacionamento mais sério.

7. Paquera outras pessoas descaradamente
Quando vocês saem juntos é como se nada estivesse acontecendo, já que para ele isso não é um empecilho para paquerar outras mulheres constantemente, enquanto você fica “se mordendo de ciúmes”. E o melhor de tudo é que quando você pergunta para ele o que está acontecendo ele dá a simples desculpa de que a vida dá muitas voltas e por isso é bom conhecer gente nova todo dia e, até mesmo diz que você deveria fazer o mesmo.

8. Ele é famoso por suas conquistas
Vocês vão a um barzinho da moda e quando chegam o garçom o cumprimenta como se fossem amigos de anos e diz: “Você deve ser a Ana”, mas na verdade seu nome é outro. Isso é uma prova de que ele não deve ser um homem de uma mulher só.

9. Não deixa que você “invada” o território dele
Como você é uma mulher prevenida, decide deixar no banheiro dele um pacote de absorventes para não ser pega de surpresa. Mas, quando ele descobre, te chama indignado e não faz outra coisa senão gritar e dizer que você está invadindo o espaço dele e que a relação ainda não chegou neste nível. Se você já passou por isso, é melhor que nem cogite a hipótese desta relação virar algo mais sério.

10. Casamento?
Ele não conhece esta palavra.Um dia ele chega a sua casa e encontra você e suas amigas vendo revistas de noivos porque uma delas está prestes a se casar. Ele fica irritado sem explicação só porque você mostrou alguns vestidos a ele. O mais provável nesta situação seja que ao vê-la tão entusiasmada ele peça um tempo e desapareça por alguns dias para ver se a seu “desejo casamenteiro” diminui.

Melhor rever seus conceitos sobre esse cara, caso queira algo sério ok?

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti