O outro lado da traição


Normalmente, sempre ouvimos o lado de quem foi traído em um relacionamento nunca sabemos o que acontece com a outra parte envolvida na situação.  Hoje abri espaço para receber o depoimento de uma leitora que viveu o outro lado da traição, sim estou falando em ser amante!  E aí pessoal? O que torna tão interessante uma relação assim???


“Nem tudo na vida é como se quer, quando comecei a me relacionar com Lucas* também não era exatamente o que eu queria. Ele era casado. Foi do tipo de coisa que não tem explicação, uma atração irresistível, uma química incrível. Começou com um chopp inocente depois do trabalho e terminou por mudar nossas vidas 180º.

Inicialmente nos víamos esporadicamente, um chopp + motel depois do trabalho, até um final de semana em que a mulher dele viajaria e ele me chamou pra ficarmos juntos (na casa dele). Não sei exatamente o que houve, mas algo mudou naqueles dias (ou só se intensificou), não só pra mim, pra ele também. Sabendo que não poderia me apaixonar por ele, mantinha certa distância, não ligava, fingia não ouvir determinadas coisas... mas depois desse final de semana as coisas mudaram dramaticamente.

Trabalhávamos próximos na época, depois desse findi ele ia me buscar todo dia depois do trabalho, ficávamos juntos até umas 21h, quando ele me deixava em casa. Passamos a conviver como um casal de namorados qualquer, até que a situação começou a me incomodar. Muito. Comecei a sair. Virava a semana em festas, baladas, bebia muito, tentando ignorar meus pensamentos. (Exclusividade??? Algumas vezes ele pediu. Nunca dei, imagina rsrs.) Acredito que por insegurança ele passou a querer falar da matriz, confesso que por vezes a sensação de superioridade em relação à ela me envaidecia, então o deixava falar mesmo. Não tinha nada contra ela não (cheguei a conhecê-la, fui apresentada como amiga dele), era uma disputa velada mesmo. Claro, muitas vezes ela suspeitou da traição, algumas vezes ligava quando estávamos juntos, certa vez quase deu um flagra na traição (dele né), acho que isso só incinerava mais a relação rsrs.

Depois desse período já não estávamos na mesma sintonia, eu já não estava mais tão apaixonada e ele só falava no divórcio (pensava eu que ele nunca faria isso sem falar comigo antes). Fomos passar um final de semana numa praia próxima. Tudo ia muito bem, até que domingo ele me acorda e me leva na sacada da pousada, abre a porta e avisto um outdoor com pedido de casamento (pieeeeeeeeeegas que dói), então me contou que havia se separado e que quis me fazer uma surpresa. Depois de passar o choque botei todas as cartas na mesa e "terminei" o que tínhamos oficialmente, mas por muito tempo não conseguimos seguir em frente, o sexo era bom, incrível, uma química que se encontra uma ou duas vezes na vida. Ainda sinto falta daquele sexo, ah, como sinto, nunca mais encontrei nem parecido.

Esse período, pós "pedido de casamento" foi extremamente destrutivo, terminamos uma relação que tinha sido muito legal por três anos, brigados. Já fazem uns cinco anos e nunca mais nos falamos.

Não posso falar de forma alguma que foi uma experiência negativa, amadureci 20 anos em 3. Tivemos momentos incríveis, mas estávamos em situações e momentos distintos, tudo nasce, amadurece e morre, inclusive relacionamentos. Minha única mágoa é ter chegado ao fim brigados , mas acho que nunca conseguiríamos ser amigos, mesmo rsrs.

Antecipando a resposta de uma pergunta padrão (que sempre ouço quando conto isso): Tenho consciência sim, mas quem tinha compromisso era ele, não eu, se ele não estava se importando, quem era eu pra me incomodar?

E que venham as pedradas.
Gi, 32a.”


*Tem uma história pra compartilhar? Mande para v.nuaecrua@bol.com.br



8 comentários:

Cris: Diário ON Line disse...

Super obrigadaaaaaaaa Daniiiiii.... beijOOos e beijOOoos flooor!!!!

Cris: Diário ON Line disse...

Uau que históriaaa heiiiim.... assim visualizando o Lado Amante nossa extraordinário neh... deve realmente ter sido ótimO.... e que legaL uma mulher poder desfrutar de momentos assim, afinaL isso deve fazer bem ao Ego rs...maaaas observando o Lado esposa ...ai ai ai poxa vida talvez ela não tivesse merecidO neh... esse projeto de HOmem na vida dela, se bem queeee..se ela nada soubeee ta beleza!!!!! Pq ela não se feriu e tdo terminou do jeito q tinha q terminar, mas se ela soube, poxa vida..... desejo agora Só Alegria!!!!!! Pra ambas mulheres, e o Bom Bem FEITO pra Ele kkk q ficou sem nenhuma!!!!!

juliana disse...

HUMMM Q HISTÓRIA HEIN...VISANDO DESTA MANEIRA...AI NESTA SITUAÇÃO ELA SABIA DA SUA POSIÇÃO NO RELACIONAMENTO, A FORMA DE PENSAR ESTA CERTA. APENAS ELE SE ENTREGOU DE MAIS E ACABOU TOMANDO UMA ATITUDE Q NAUM DEU CERTA...RSRS...COMO DIZ O DITADO..NAUM TROQUE O CERTO PELO DUVIDOSO...KKK...A VIDA EH DESTA MANEIRA MSM.*AGORA A EX-ESPOSA SE SOUBER DESTA HISTÓRIA Q ELE FOI DEIXADO PELA AMANTE*..Q TINHA 2 E FICOU SEM NINGUÉM..KKK..Q DELICIA...BEM FEITO TROXA RSRSRS.

Lucas disse...

Concordo com a ex-amante que disse que não tinha pq se incomodar com a situação em que estava, realmente quem tinha o compromisso não era ela, tinha mesmo que curtir o momento que estava vivendo. A traição acontece para ambos os sexos, e sinceramente se está acontecendo dentro da relação, já temos bem claro que o ele maior já não existe mais... torna-se apenas uma questão de tempo até chegar ao fim literal.
Abraços moça bonita do blog.

Ps: Esse tal de Lucas da história não sou eu!!! hahahaha, meninas sou solteiro!!!!!

Stella disse...

Sigo fielmente aquele lema: “o que não quer para vc, não faça para os outros”. Será que em algum momento ela se colocou no lugar da esposa e imaginou como a coitada poderia estar se sentindo sendo enganada dessa maneira??? Não quero atirar pedras, fico pensando onde fica a ética feminina??? Mas fico pensando que quem tem que se sentir culpado é mesmo o marido e não a amante, e bem feito para o idiota que acabou ficando sozinho!!! Hahahahaha
Muito legal o compartilhamento de histórias, espero que continue...
Bjosss lindinha!

Ps: Lucas me passa seu tel!!!! Seguindo a linha da postagem de ontem, também estou muito carente!!! E vai uma sugestão para o blog, escreve alguma coisa sobre mulheres bonitas e que continuam solteiras.... please

Omar Talih disse...

Já vivi uma situação destas com final um pouco diferente. Minha companheira tinha um amante e o deixou assim que ele pediu para ela ficar com ele. Não tive amantes, mas sai com várias mulheres, apenas sexo, bom e gostoso, nunca mais de duas vezes, senão vira coisa séria e complica o meio de campo. Somos casados há quase trinta anos e sabemos dos "pecados" um do outro e sabemos quanto nos queremos e amamos. Jamais impedimos uma aventura, uma transa casual, daquelas que acontece e isto não é traição. Ter amantes, qualquer dos dois é complicado. Não se tem satisfação em nenhum dos lugares.

A. Abdon disse...

Caraca. Ameei a história, mas não faria o mesmo. Essas histórias são as mais comuns por incrível que pareça, uma amiiga minha já foi traída e que peguei o namorado dela no flagra, conteei pra ela, mas ela ficou meio na dúviida na hora de decidir se acditava em mim ou nele. Mas a maizade falou mais alto ;D

Anônimo disse...

Já fui amante e foi muito bom, acho que o importante é saber o que se espera de uma relação e aproveitar ao máximo o momento. Durou 2 anos com um sexo animal, alto bate papos e passeios por aí, depois acabei conhecendo uma garota e me desinteressei pela relação... Foi bom enquanto durou.

Postar um comentário

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti